Imprimir

Setran orienta sobre uso de cães-guia no transporte

em 11 Outubro 2019. Postado em Notícias

00279507Agentes da Escola Pública de Trânsito (EPTran) fizeram orientação a motoristas de aplicativos e de táxis sobre o uso do cão-guia dentro dos veículos. A ação, que integra o programa “Trânsito para todos”se desenrolou com motoristas na Rodoferroviária, na tarde desta sexta-feira (11/10).

Com a participação de Dayane Bubalo, que tem deficiência visual e do cão-guia Amorin, a abordagem educativa reforçou aos profissionais o direito do deficiente visual de transportar o cão-guia em veículos e ambientes coletivos. A medida é garantida pela lei federal 11.126/2005.

“O conhecimento que os motoristas recebem durante as abordagens são repassados a outros profissionais da área, e assim, o atendimento como um todo aos deficientes melhora”, avalia o coordenador de projetos da Escola Pública de Trânsito (EPTran), Caçan Jurê Cordeiro Silvânio.

Dayane conta que já teve problemas com motoristas que não aceitaram o transporte do animal. Ela chegou a registrar um boletim de ocorrência em uma das vezes.

Na ação da EPTran, ela explicava aos motoristas sobre o comportamento do cão-guia animal durante as viagens de carro e a importância de ter o animal para auxiliá-la. “É muito importante que os motoristas saibam que o cão é treinado e só obedece aos meus comandos. Esta ação com os agentes foi a oportunidade para eu poder informar sobre o meu direito de levar o Amorin comigo”, afirma.

O taxista Nelson da Silva foi um deles. “Eu achava que o cachorro iria bagunçar dentro do meu carro e me atrapalhar no trânsito. Agora que eu fui informado como funciona o transporte, eu posso auxiliar com segurança”, comenta.

Outras ações da EPTran com essa característica serão programadas para as próximas semanas.

00279504

Beatriz Jarzinski/SMDT

00279505

Beatriz Jarzinski/SMDT

00279506

Beatriz Jarzinski/SMDT

  • Compartilhe: