Imprimir

Taxa de homicídios em Curitiba cai 19,6% em um ano, mostra Ipea

em 07 Agosto 2019. Postado em Notícias

00269756A cidade de Curitiba reduziu o índice de homicídios dolosos em 38,2% na década entre 2007 e 2017. De 2016 para 2017, a redução foi de 19,6%. A queda no principal índice de criminalidade, que aponta os casos de homicídio com intenção de matar, está no “Atlas da Violência – Retrato dos Municípios Brasileiros 2019”, divulgado pelo Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada (Ipea), na segunda-feira (5/8).

Com a redução, Curitiba chega a uma taxa de 24,6 homicídios para cada 100 mil habitantes. Dez anos antes, essa taxa era de 39,8. O resultado mais recente coloca a capital do Estado com taxa de assassinato menor do que outras grandes cidades da região metropolitana e do interior do Estado, como São José dos Pinhais (41,8), Colombo (41,1) e Foz do Iguaçu (36,0).

A metodologia leva em conta os homicídios informados e, também, o número de mortes violentas com causa indeterminada. Entre as capitais, Curitiba apresenta a quarta menor taxa, atrás de São Paulo (13,2), Campo Grande (18,8) e Brasília (20,5). A média nacional da taxa, para municípios com mais de 100 mil habitantes, é de 37,6.

Investimentos

Além da contratação de quase 200 profissionais - 60 em 2018 e 130 neste ano, com nova turma que fará o curso de formação ainda este ano - a Guarda Municipal tem recebido investimentos para desenvolver o policiamento de proximidade.

Nos últimos anos, os guardas da cidade começaram a ter uma atuação mais próxima do cidadão, com maior presença nos locais públicos. A corporação conta com novas viaturas, módulos móveis, motocicletas e drones para atender ocorrências na região central e nos bairros.

Cada núcleo regional foi equipado com quatro kits antitumulto - escudos, capacetes, bastões, caneleiras e espingardas calibre 12, junto com a troca de coletes balísticos e compra de pistolas. Também foram modernizadas 36 câmeras de videomonitoramento utilizadas pela corporação no Centro Histórico, Terminal Guadalupe, Rua Marechal Deodoro e praças do Centro.

Índice em queda

De acordo com dados mais recentes já divulgados pela Secretaria de Estado da Segurança Pública, a tendência de redução se manteve no ano passado. Segundo o órgão estadual, a capital registrou 293 homicídios em 2018: queda de 21% em relação ao ano anterior.

 

00269757

Pedro Ribas/SMCS

00269758

Daniel Castellano / SMCS

00269759

Luiz Costa/SMCS

00269760

Luiz Costa/SMCS

  • Compartilhe: