Imprimir

Novos guardas são orientados sobre vida funcional dos servidores

em 28 Março 2019. Postado em Notícias

Os novos guardas municipais que acabam de ingressar na Prefeitura e que farão, a partir de abril, o curso de formação técnico-profissional, receberam importantes informações sobre o funcionamento do setor de recursos humanos e detalhes da vida funcional do servidor.

A Integração Funcional preparada pela Secretaria de Recursos Humanos e realizada no Parque Barigui, nesta quarta-feira (27/3), incluiu ainda informações sobre previdência, o uso do cartão qualidade para compras com descontos no contracheque, e detalhes da conta salário aberta na Caixa Econômica.

Leandro dos Santos Machado, de 33 anos, está entre os 133 novos guardas. Ele já trabalha na Prefeitura de Curitiba há quase 11 anos no cargo de agente administrativo. Nos últimos dois anos e meio trabalhou no Armazém da Família Fazendinha.

"É uma atividade totalmente diferente das que desempenhei nas secretarias do Abastecimento, Saúde e Recursos Humanos. A expectativa é a melhor possível por ingressar na Guarda Municipal. A mudança de função traz um ânimo novo", declarou o guarda.

Leandro gostou de participar da reunião realizada durante toda a tarde de quarta. "Há informações que foram novas para mim", disse ele.


RH Orienta esclarece dúvidas de mais de 70 temas

Integrante do Núcleo de Recursos Humanos, Elisângela Machado de Andrade, orientou os novos servidores sobre as funcionalidades do RH 24 Horas, portal voltado ao servidor. Ela destacou a importância do RH Orienta, que reúne mais de 70 temas diferentes que podem interessar ao servidor. "Recomendo que leiam os conteúdos que estão ali. E se tiverem dúvidas procurem a gente", disse.

Ela apresentou uma simulação do contracheque, falou do adicional por tempo de serviço, que o servidor recebe a cada cinco anos de trabalho até o limite de 25 anos, esclareceu ainda a respeito do estágio probatório, período de três anos de efetivo exercício do cargo, após o qual o servidor conquista a estabilidade

Ao abordar os tipos de licenças a que os servidores têm direito, ela ressaltou que algumas delas - como luto (no caso de falecimento de familiar) e gala (se o servidor se casar) - são válidas após o curso, que representa a última etapa do concurso e tem caráter eliminatório e classificatório.

Marcelo Ramos de Mello, de 26 anos, já trabalhava na Prefeitura. Por alguns meses, foi auxiliar de serviços escolares (inspetor) em duas unidades, as escolas Colombo e Wenceslau Braz. Marcelo está bem animado para o novo desafio. "A experiência é diferente porque o público é diferente. Na Guarda Municipal lidamos com toda a sociedade", disse ele, que é filho de um guarda municipal.

Jessica Agostini Aguiar, de 27 anos, conta que esperava desde 2015 para ser chamada. "É uma realização pessoal este momento da minha vida. Acho que a Guarda Municipal tem a ver com o meu perfil", disse ela, que considerou a Integração Funcional uma etapa essencial para os que, como ela, estão entrando na Prefeitura. Ao falar sobre o plano de saúde dos servidores, que é opcional, ela declarou que considera bem vantajoso. "Já aderi", afirmou.

Plano de saúde

As informações sobre o Instituto Curitiba de Saúde (ICS) foram apresentadas pelo responsável pelo setor de carteira do plano de saúde, Rubens Nadolny. Ele enfatizou algumas vantagens. "É o único plano de saúde que oferece atendimento odontológico sem que o beneficiário tenha que pagar a mais", garantiu. Ele ressaltou ainda que o ICS tem mais de 300 clínicas, hospitais e prestadores dos serviços de saúde credenciados.

O desconto para os novos guardas que quiserem ter o plano de saúde é de R$ 112,79 para a cobertura do servidor e dos dependentes. Quem não tem dependente paga o mesmo valor.

A maioria dos guardas decidiu aderir ao plano de saúde imediatamente. Para a inclusão de dependentes, os guardas foram orientados que devem fazer diretamente no ICS, com a apresentação dos documentos pessoais necessários e comprovante de residência.

Previdência obrigatória e complementar

Os participantes da reunião, no primeiro dia de trabalho na Prefeitura, receberam informações sobre o Instituto de Previdência dos Servidores do Município de Curitiba, o IPMC, que é responsável pelo regime próprio de previdência, e que tem o desconto aplicado no contracheque de forma obrigatória.

Eles ainda puderam conhecer a CuritibaPrev, a Fundação de Previdência Complementar do Município de Curitiba. O presidente José Luiz Costa Taborda Rauen informou que todos os novos servidores já são participantes do fundo de pensão.

"O município oferece um salário indireto a vocês, pois quando vocês contribuem, o município coloca o mesmo valor numa conta que é sua, está vinculada ao seu CPF. Vocês têm o privilégio de ter acesso à previdência complementar", observou Rauen.

Ele e a diretora de Previdência da CuritibaPrev, Jocelaine Moraes de Souza, esclareceram as dúvidas dos novos participantes. Ela informou ainda que aqueles que preferirem não ter o plano devem comparecer à fundação em até 90 dias após a nomeação. O desconto no contacheque é de 3% do salário. A previdência complementar é facultativa.

  • Compartilhe: