Imprimir

Prefeitura cumpre etapas de concurso para contratar 400 guardas municipais

em 12 Dezembro 2018. Postado em Notícias

Com a expectativa de contratar 400 guardas municipais até 2019, a Secretaria de Recursos Humanos trabalha para cumprir todas as exigências para a contratação dos trabalhadores que ingressam na Guarda Municipal da Secretaria da Defesa Social e Trânsito. O edital do concurso se baseia no Estatuto do Desarmamento, lei federal de 2003, no decreto municipal que estabelece as atribuições do cargo, de 2012, entre outras normas.

"Este é o concurso com o maior número de etapas", disse a superintendente da Secretaria de Recursos Humanos, Luciana Varassin. Ela explica que isso se dá devido à complexidade da atividade exercida pelos profissionais e às especificidades do cargo.

"É de grande responsabilidade a contratação dos profissionais desta categoria, devido à natureza da atividade a ser desenvolvida pelo servidor. A profissão requer o uso de arma de fogo. Por isso é tão sério selecionar os profissionais", declarou a diretora do departamento de Desenvolvimento de Políticas de Pessoas da Secretaria de RH, Jane Alves Lopes de Sus.

Começo do trabalho

Levantamento feito pelo departamento mostra que o tempo estimado desde o chamamento dos candidatos até que eles passem a atuar nas ruas como guardas municipais é de cerca de um ano.

O longo caminho começa desde as etapas que antecedem a classificação. Além da prova de conhecimentos, os candidatos passam pela prova de aptidão física e pela avaliação psicológica para verificar o perfil e porte de arma de fogo.

Desde o início da gestão, em 2017, já foram contratadas 59 novos guardas de um total de 814 contratações de servidores e empregados públicos em várias áreas feitas até 9 de dezembro de 2018.

Outros 171 candidatos do concurso da Guarda Municipal cumprem a etapa de exames médicos admissionais. Só depois desta fase eles farão o exame toxicológico, o que dura cerca de 40 dias úteis, pois o material para o exame é coletado em Curitiba, mas sua análise é feita fora da cidade, em São Paulo, no Rio de Janeiro ou até em outros países.

Depois de aprovados, os novos servidores deverão ser nomeados até abril e farão o curso de formação a partir de maio de 2019, com término previsto para o segundo semestre.

Cronograma

Já o último grupo que faz parte dos 400 previstos - pelo menos 170 candidatos aprovados no concurso público feito em 2015 - serão chamados no início do ano e, após todas as etapas, farão o curso de formação que começará em outubro de 2019, com término previsto para o início de 2020.

O cronograma para o chamamento é definido de acordo com a disponibilidade orçamentária e financeira do município.

Os candidatos podem acompanhar o andamento do processo de convocação pela internet. O canal oficial de comunicação entre os candidatos e a Secretaria de Recursos Humanos é o site www.curitiba.pr.gov.br, no link concursos públicos.

Curso obrigatório

O curso de formação técnico-profissional é obrigatório para os que ingressam na Guarda Municipal. São 740 horas-aula e a formação é dada no Centro de Formação e Desenvolvimento Profissional da Guarda Municipal, na Cidade Industrial de Curitiba.

Os novos guardas passam por avaliações ao fim de cada módulo. Também faz parte desta etapa o estágio supervisionado por guardas mais experientes. Só depois de aprovado em todas as fases o candidato assume as suas funções.

Qualificação

Ao longo de sua vida profissional os profissionais da guarda fazem atualizações técnicas anuais. Tudo é coordenado pelo Centro de Formação e Desenvolvimento Profissional da corporação.

Entre os módulos do curso de qualificação profissional estão técnicas de abordagem policial, patrulhamento comunitário, prática de tiro, legislação, direção defensiva, condução tática e sistema de comando de incidentes, esta última ministrada por guardas que integram a Defesa Civil Municipal.

Só em 2018, 1.245 servidores passaram por diferentes qualificações profissionais. Para atuar em operações policiais com cães, por exemplo, foram capacitados 64 servidores e, para atuação na Patrulha Maria da Penha, 55. Outros 53 fizeram curso de libras e 531 em cursos relacionados à Defesa Civil, para aprimorar as técnicas e procedimentos de pronto-atendimento em situações de emergência.

Os guardas também fazem cursos a distância ofertados pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), que englobam temas como direitos humanos aplicados à atuação policial (1.118 servidores), videomonitoramento (60 servidores) e polícia comunitária (60 servidores), cada um com carga horária de 60 horas-aula.


Saiba quais são as etapas para a contratação dos Guardas Municipais

Concurso que compreendeu: prova de conhecimento, prova de aptidão física, avaliação psicológica

Depois de classificados:

Investigação de conduta

Exame médico admissional

Entrega de documentos

Exame toxicológico

Nomeação e posse

Curso de formação: feito durante o estágio probatório (etapa que o servidor ainda não tem estabilidade no emprego público)


 
Lucilia Guimarães/SMCS


Lucilia Guimarães/SMCS

  • Compartilhe: