Imprimir

Suspeito de agressão a ex-mulher é preso pela Guarda Municipal

em 21 Novembro 2018. Postado em Notícias

Um homem de 33 anos foi preso pela Guarda Municipal, na tarde desta terça-feira (20/11), suspeito de agressão a ex-companheira. A mulher, de 39 anos, já tinha medidas protetivas da Justiça.

Ao fazer a ronda periódica pelo Terminal do Boqueirão, a equipe da Guarda Municipal foi acionada por seguranças do local para atender o caso, que ocorreu na linha Ligeirinho Inter 2. “Já havia diversas ocorrências registradas contra ele”, conta o guarda municipal Adilson Santos, um dos profissionais que fez o atendimento à ocorrência.

A vítima, uma testemunha e o suspeito foram encaminhados à Delegacia da Mulher, no Alto da Glória.

Patrulha

Além das rondas ostensivas pela cidade, a Guarda Municipal tem a Patrulha Maria da Penha, que atende cerca de 3,6 mil mulheres. A força-tarefa especial funciona 24 horas e trabalha em casos de vítimas com medidas protetivas concedidas pelo Poder Judiciário, conforme prevê a Lei Maria da Penha.

O trabalho é realizado nas duas pontas: de prevenção e de combate à violência contra a mulher, por meio de uma parceria com o Tribunal de Justiça do Paraná. As visitas periódicas realizadas por guardas municipais que trabalham de forma específica na função servem para acompanhar de perto a situação de mulheres que sofreram com companheiros violentos.

A periodicidade do acompanhamento varia de acordo com a gravidade da situação de violência enfrentada.
Em caso de necessidade, a mulher vítima de violência tem o suporte da Central de Operações da Defesa Social por meio do telefone 153.

A Patrulha Maria da Penha é um dos serviços da rede de atendimento às mulheres em situação de violência. Depois de ter ido até a delegacia e formalizado a denúncia, a vítima recebe as informações de orientação do Juizado da Violência Doméstica e Familiar e tem a escolha de aderir ao serviço desenvolvido pela Guarda Municipal.

  • Compartilhe: