Imprimir

Adolescentes conhecem técnica de stop motion e produzem filmes

em 08 Junho 2018. Postado em Notícias

Stop Motion Destaque

 

Estudantes beneficiados pela parceria social entre a Prefeitura e o Instituto Shogun Rua conheceram, nesta semana, os caminhos da produção audiovisual. A experiência aconteceu nas dependências do Museu Municipal de Arte (MuMA), no bairro Portão, e resultou na edição de dois curtas-metragens de animação.

O objetivo da atividade, conforme explica o diretor do Departamento de Políticas Sobre Drogas da Secretaria da Defesa Social e Trânsito, Cristiano de Bastiani, foi apresentar aos adolescentes práticas que possam despertar interesse lúdico ou profissional. A Defesa Social é o órgão que representa a Prefeitura na parceria com a instituição que leva o nome de Shogun, campeão mundial de lutas marciais. “A meta é motivá-los para coisas novas e positivas e mantê-los longe das drogas”, resumiu Bastiani.

“Eu já conhecia a técnica mas não como ela é feita, achei incrível”, contou Thayná de Souza Barbosa, do 2º ano do Ensino Médio do Colégio Estadual Getúlio Vargas, no bairro Cachoeira. Como os colegas, ela já havia participado de oficinas sobre grafite, também ofertadas na parceria.

Produção

Os participantes foram divididos em dois grupos. A estudante Thayná fez parte daquele que desenvolveu o tema Big Bang, a grande explosão cósmica que teria dado origem ao Universo. Inspirado na Copa do Mundo, que começará na próxima semana, o outro grupo se dedicou ao tema futebol.

Durante quatro horas de trabalho, os adolescentes aprenderam a executar a técnica stop motion usando computador. Para isso, planejaram e fizeram desenhos que ajudassem a contar as histórias escolhidas como temas dos filmes, fotografaram esses desenhos em diversas situações e transferiram as imagens para o computador, por meio do qual elas foram editadas.

“Cada grupo fez e fotografou pelo menos 50 desenhos para chegar a esses dois curtas, que ficaram com dez segundos e 15 segundos de duração. Foi um exercício interessante para que eles percebessem o quanto é trabalhosa e instigante essa técnica de animação”, observou a produtora audiovisual Thais Peixe, que coordenou as duas tardes de oficinas para os adolescentes.

Stop Motion 1

Divulgação 

 

 

 

  • Compartilhe: