Imprimir

Jogos são desenvolvidos para complementar trabalho de prevenção às drogas

em Quinta, 30 Novembro 2017 13:04. Postado em Notícias

Um jogo de realidade aumentada e outro digital estilo plataforma compõem a mais nova forma de chamar a atenção dos adolescentes para o tema da prevenção às drogas em Curitiba. As duas iniciativas foram as vencedoras do evento de Game Jams, realizado na capital curitibana no início do mês, na Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR).

“Esses dois novos produtos têm grande potencial de serem aproveitados para utilização em instituições públicas e privadas de ensino, como forma complementar de abordar o tema de prevenção às drogas”, explica o diretor do Departamento Municipal de Políticas sobre Drogas, Cristiano de Bastiani.  

Imersas na atividade durante 72 horas, as equipes competidoras, compostas por jovens de todo o Brasil, receberam o desafio de desenvolver um jogo interativo voltado a adolescentes com a temática de prevenção. Os jovens não tinham conhecimento prévio da tarefa, que foi anunciada pelo Departamento de Políticas Sobre Drogas somente na abertura do evento. As atividades foram promovidas pela Engenharia de Produção da Escola Politécnica da PUCPR, em parceria com o SBGames 2017 - Simpósio Brasileiro de Jogos e Entretenimento Digital.

Profissionais do Departamento de Políticas Sobre Drogas participaram de todo o processo de criação. “Foi possível perceber a empolgação dos competidores ao longo do desenvolvimento de um produto para um tema tão importante e tão complexo, utilizando uma metodologia inovadora e diferenciada no enfrentamento às drogas, para atingir de fato o público-alvo. Foi, também, uma oportunidade de convivência dos participantes com a realidade na comunidade, pensando em uma sociedade mais inclusiva e sustentável”, acredita Bastiani.

Processo criativo

Após votação, da qual participaram equipes técnicas e público presente no evento de games, o resultado dos primeiros colocados - eram duas as categorias - foi conhecido na noite da última sexta-feira (10/11). “Como desenvolvedores de jogos, não temos o costume de trabalhar conceitos delicados como este, então foi um grande desafio pensar em como colocar elementos e detalhes, de forma clara e concisa, que levassem a criança a refletir sobre essa temática bastante difícil”, analisou Gabriel Oliveira, um dos integrantes da equipe que foi a primeira colocada na categoria Super Game Jam, que levou os competidores a conhecer diversos pontos da cidade. Junto com Oliveira, fizeram parte do grupo “Ignia” Andrei Rafael Brongel e Gabriel Lourenço, que criaram um jogo de realidade aumentada.

Na outra categoria - Light Game Jam (na qual os desenvolvedores de jogos não deixavam o local do evento) - o desafio foi semelhante. A equipe vencedora, “Sukafu Team”, já havia participado de outros dez game jams e considerou este o mais complicado.

André Ferreira dos Santos, Isabela Castro, Jean Quevedo, Rodrigo Baglioli, Lucas Ventura e Gabriele Eichel apresentaram um jogo digital, para computador e plataforma mobile, com duas fases iniciais. “Ficamos bem felizes com o resultado. O nosso foco foi mostrar indiretamente ao jogador quais as consequências do uso das drogas na vida deles. Mesmo sem explicitar, mostramos os efeitos negativos, para que crianças e adolescentes se interessem pelo jogo e, depois, se interessem por entender o que está acontecendo nele”, apresentou Santos. De acordo com a equipe, a intenção é que o jogo possa complementar um trabalho educativo com explicações sobre os perigos do uso das drogas em sala de aula.

Imprimir

Agentes de trânsito passam por treinamento para fazer escolta

em Quarta, 29 Novembro 2017 13:34. Postado em Notícias

Novos agentes de trânsito de Curitiba estão capacitados para o serviço de escolta (batedores). Eles participaram de um curso específico para o serviço, durante as últimas quatro semanas, ministrado pelo Exército, com a participação da Superintendência Municipal de Trânsito (Setran) na coordenação. O serviço de escolta auxilia em operações de trânsito envolvendo delegações, autoridades ou, ainda, transporte de cargas.

“Foi um período intenso de treinamentos e instruções, exigindo preparo físico e psicológico dos alunos”, afirmou o diretor de Fiscalização da Setran, Claudionor Agibert. Os alunos - que já exercem a função de motociclistas da Setran - passaram, previamente, por uma prova classificatória e foram selecionados para o curso.

“Uma capacitação voltada especificamente para o trabalho de batedores melhora muito o desenvolvimento dos nossos trabalhos”, acrescenta Agibert.

Agora formados, estão aptos a serem replicadores dos conhecimentos sobre a atividade. “O curso terá alto aproveitamento nas tarefas desempenhadas no o dia a dia”, avalia o agente de trânsito Joilson Dicarli Souza, responsável pela coordenação do curso de batedores pela Setran.

“Esperamos agora colocar em prática o aprendizado, dando apoio às forças policiais no serviço de batedores”, acrescenta um dos agentes formados no curso, Marcelo Adriano Pucci de Oliveira. Do curso, também participaram guardas municipais de Fazenda Rio Grande.

Divulgação

Divulgação

Imprimir

Performances artísticas chamam atenção para a violência no trânsito

em Quinta, 16 Novembro 2017 19:41. Postado em Notícias

Nos próximos dias, quem passar pelo centro de Curitiba na hora do almoço vai encontrar uma atividade inusitada. Atores vestindo túnicas brancas vão chamar a atenção para o problema das mortes violentas no trânsito em quatro pontos considerados mais críticos pelo registro de acidentes.

As performances ocorrerão de quinta-feira (16/11) a sábado (18/11), das 11h30 às 13h30, no cruzamento das avenidas Marechal Floriano Peixoto e Marechal Deodoro; na Avenida Sete de Setembro, próximo da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR); no cruzamento entre a Avenida Silva Jardim e a Rua Alferes Ângelo Sampaio e na Avenida Visconde de Guarapuava.

“A prevenção e a conscientização são fatores primordiais para conseguirmos reverter o número alarmante de mortes e acidentes graves registrados no trânsito”, afirma a superintendente municipal de Trânsito, Rosângela Battistella.  De acordo com os dados mais recentes da Organização Mundial de Saúde (OMS), o Brasil é o quarto país que mais registra mortes no trânsito: são 47 mil vidas perdidas todos os anos, além de outras 400 mil pessoas que ficam com algum tipo de sequela.

A intenção é chamar a atenção do maior número de pessoas para os problemas enfrentados diariamente no trânsito. “Os atores estarão em regiões bem movimentadas para chamar a atenção de pedestres, ciclistas, motoristas e motociclistas para os perigos da desatenção e da irresponsabilidade no trânsito, para si mesmo e para os outros”, explica o diretor da Escola Pública de Trânsito de Curitiba (EPTran), Evanilson Ricardo Klinger.

A atividade é uma preparação para o Dia Mundial em Memória das Vítimas de Trânsito, celebrado no próximo domingo (19/11). Para marcar a data, a EPTran está preparando uma programação especial que poderá ser conferida por quem visitar o Parque Barigui na tarde de domingo (19/11). Voluntários, vestidos de branco, distribuirão mudas de árvore e repassarão informações sobre a data, além de atores que estarão circulando pelo parque com encenações sobre alertas no trânsito.

O encerramento, por volta das 17h, será marcado por uma caminhada até o Memorial das Vítimas de Acidentes de Trânsito, localizado dentro do parque, e com a apresentação de um quarteto de violino em homenagem às vítimas. A ação tem o apoio de instituições parceiras, como o Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR) e a Polícia Rodoviária Federal.

Imprimir

Guarda Municipal atende gestante e bebê nasce a caminho da maternidade

em Sexta, 10 Novembro 2017 23:55. Postado em Notícias

Uma das equipes da Guarda Municipal de Curitiba de plantão na noite desta sexta-feira (10) fez um atendimento diferenciado: prestou auxílio no parto de um bebê no Centro da cidade. Os guardas Edson Oliveira e Marcos Ribas estavam fazendo patrulhamento próximo à Praça Tiradentes quando foram procurados por pessoas que solicitaram ajuda a uma jovem que estava entrando em trabalho de parto, por volta das 21h50.

“Nos deslocamos até o Largo da Ordem, na Travessa Nestor de Castro, chamamos o Samu e colocamos a mãe dentro da viatura para esperar com mais conforto”, relata Oliveira. Mas então a bolsa rompeu e os guardas decidiram ir para a maternidade mais próxima, a Mater Dei.

Mesmo assim, não houve tempo para entrada da moça no hospital. “Com a ajuda de Ribas, que foi socorrista e sabia quais eram os procedimentos necessários, prestamos apoio e a criança nasceu dentro da viatura”, conta o guarda municipal.

Ainda segundo relato de Oliveira, o médico chegou instantes depois e finalizou o parto, encaminhando mãe e bebê para dentro da maternidade. Ambos passam bem.

Divulgação