Imprimir

Inspetores de escolas aprendem primeiros socorros

em Sexta, 09 Fevereiro 2018 18:27. Postado em Notícias

A Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil capacitou cerca de 400 auxiliares de serviços escolares em primeiros socorros e plano de emergência, nesta quinta (7/2) e sexta-feira (8/2). A atividade integra a preparação dos servidores para a volta às aulas, que ocorre no dia 19.

Durante o curso, os participantes receberam informações sobre como proceder ao se deparar com diversos incidentes, como no caso de uma reação alérgica, infarto, atropelamento, queda ou princípio de incêndio. “Tão importante quanto saber o que fazer, para minimizar riscos ou consequências, é saber o que não se deve fazer numa emergência para não agravar a situação”, explica o coordenador da Defesa Civil Municipal, Nelson Ribeiro.

De acordo com Ribeiro, o conhecimento sobre os protocolos de emergência é útil tanto no trabalho como em situações familiares. “É de extrema importância observar a situação e coletar o máximo de informações relevantes a serem repassadas, de forma rápida, para o serviço de emergência, que deve ser imediatamente acionado”, acrescenta ele. Em casos clínicos, como reação alérgica ou infarto, o telefone de emergência é o 192 (Samu). Já em quedas, queimaduras, atropelamentos ou ferimentos por armas, o telefone de acionamento é o 193 (Siate).

“A informação é sempre bem-vinda, no trabalho na escola”, diz a inspetora Sonia Almeida, de 47 anos, uma das alunas do curso ministrado pela Defesa Civil. Outra profissional presente na capacitação foi Cleide Souza, de 57 anos, que pela primeira vez participou de uma instrução sobre primeiros socorros. “A gente fica sabendo mais das coisas e como elas funcionam. Nunca passei por uma situação de risco que precisasse usar o que aprendemos, mas sempre é bom saber para quando for preciso”, opina.

Desenvolvimento profissional

Ao longo desta semana, a Secretaria Municipal da Educação promoveu uma série de atividades de preparação dos auxiliares de serviços escolares, conhecidos nas unidades como inspetores. A intenção foi valorizar os profissionais, buscando sua inclusão no processo pedagógico e a ampliação dos conhecimentos necessários para a organização do cotidiano na escola.

Os auxiliares de serviços escolares são profissionais fundamentais para as escolas, responsáveis por mediar ações entre os professores, estudantes e familiares. São eles que colaboram nas atividades recreativas durante o recreio, transitam por toda a escola auxiliando os professores com recursos materiais e diferentes tarefas. Geralmente, conhecem os estudantes pelo nome e é um dos primeiros a ser procurado quando há algum problema que precisa ser solucionado rapidamente.

A gerente de Desenvolvimento Profissional da Secretaria Municipal da Educação, Elaine Braz, diz que atividades como a que foi oferecida aos servidores são essenciais para que os auxiliares de serviços escolares possam refletir e construir metodologias diferenciadas. “Precisamos de estratégias atrativas, estimulantes, que façam sentido e se relacionem com as peculiaridades, a realidade e as habilidades dos estudantes”, destaca.

Daniel Castellano / SMCS

Daniel Castellano / SMCS

Daniel Castellano / SMCS

 

Imprimir

Defesa Social atende população em situação de vulnerabilidade

em Sexta, 09 Fevereiro 2018 16:51. Postado em Notícias

Pessoas em situação de vulnerabilidade social estão sendo atendidas pelo Departamento de Políticas Sobre Drogas em praças da região central de Curitiba. Apenas nesta semana, foram cerca de 50 pessoas assistidas. Elas tiveram a oportunidade de escolher entre atividades de desenho e pintura, participar de jogos interativos, assistir a filmes educativos e interagir em conversas estimuladas pela equipe da Secretaria Municipal de Defesa Social e Trânsito.

Quatro pessoas em situação de rua foram encaminhadas para acolhimento pela Fundação de Ação Social (FAS), incluindo um migrante de Sergipe. Esse trabalho voltado ao atendimento da população vulnerável que faz uso de álcool e outras drogas, é desenvolvido com o ônibus Intervidas. A equipe atende no período da noite, durante a semana, nas praças Osório e Rui Barbosa, ambas na região central da cidade.

“Nosso trabalho já tem uma boa aceitação da população. Contamos com profissionais qualificados, para fortalecimento de vínculo e os encaminhamentos necessários à população vulnerável”, explica o diretor do Departamento de Políticas Sobre Drogas, Cristiano de Bastiani.

Com o objetivo de promover o resgate da cidadania, o projeto Intervidas procura inserir essa população nos serviços públicos municipais, com possibilidade de encaminhamentos para Centro de Atenção Psicossocial (Caps), unidades de saúde, Centros de Referência de Assistência Social (Cras), Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas) e Centros Pop.

“O diferencial é que a equipe procura estimular as pessoas em situação de rua e uso de drogas, com informações, mostrando alternativas e possibilidades, gerando reflexões e proatividade para mudanças de comportamento”, explica Bastiani.

Levy Ferreira/SMCS

Levy Ferreira/SMCS

Levy Ferreira/SMCS

Levy Ferreira/SMCS

 

 

 

Imprimir

Obra vai ocasionar bloqueios parciais próximo da Rodoferroviária

em Sexta, 09 Fevereiro 2018 16:38. Postado em Notícias

A partir da próxima quinta-feira (15/2), a região da Rodoferroviária poderá sofrer bloqueios parciais, em função do início de uma obra para implantar redes de água e esgoto. A obra é uma ação preliminar para a futura implantação do estacionamento subterrâneo que ficará entre a Rodoferroviária e o Mercado Municipal.

Os bloqueios vão impactar na Avenida Affonso Camargo, no trecho compreendido entre a Atílio Bório e a Rua da Paz, no período das 9h às 11h30 e das 14h às 16h30, no sentido Centro.

Após essa primeira etapa - de implantação das redes de água e esgoto - a empresa responsável pela obra começa a instalação de galerias das águas pluviais. Segundo alvarás emitidos pela Coordenadoria de Obras de Curitiba (COC), órgão vinculado à Superintendência de Trânsito (Setran), a autorização para realização das obras é válida até o mês de junho.

Imprimir

Para desfile de Carnaval, Marechal Deodoro ficará bloqueada no sábado

em Quinta, 08 Fevereiro 2018 18:09. Postado em Notícias

A Rua Marechal Deodoro não terá passagem de veículos durante grande parte do sábado (10/2), em razão da programação de Carnaval. A partir das 13h, a Marechal Deodoro estará bloqueada totalmente para a passagem de carros no trecho que vai da Rua João Negrão até a Avenida Marechal Floriano, para a realização do Baile Infantil, que será das 14h às 15h30.

A partir das 16h, o bloqueio total da via será da Mariano Torres até a Dr. Muricy, para a passagem dos blocos carnavalescos. Tradicionalmente, o Afoxé Aiyé Layó é o primeiro a desfilar, fazendo o ritual da “purificação” da passarela do samba. Neste ano, participam ainda os blocos Sambistas do Amanhã, Derrepent, Boêmios da Madame, Unidos de Judá, Fogosa e o Rancho das Flores.

A primeira escola do Grupo de Acesso, a Enamorados do Samba, entra na avenida às 19h10, seguida pela Unidos de Pinhais, Império Real de Colombo e Os Internautas. A ordem de apresentação das escolas do Grupo Especial, a partir das 22h30, é Imperatriz da Liberdade, Embaixadores da Alegria, Leões da Mocidade, Acadêmicos da Realeza e Mocidade Azul.

O bloqueio segue até as 6h do domingo, para a conclusão da limpeza da rua. A movimentação será acompanhada por agentes da Superintendência de Trânsito (Setran).