Imprimir

Grupo Trânsito Seguro promove ações educativas no volta às aulas

em Segunda, 19 Fevereiro 2018 20:50. Postado em Notícias

A Escola Municipal Professor Brandão e o Colégio Estadual do Paraná, localizados na Avenida João Gualberto (Regional Matriz), serão os primeiros locais a receber ações educativas de trânsito, nesta terça-feira (20/2). Programadas para as primeiras semanas de aulas, as atividades de conscientização terão o envolvimento de agentes da Superintendência de Trânsito (Setran) e de representantes de instituições municipais, estaduais e federais, além de parceiros da iniciativa privada. A programação se estende até o dia 5 de março.

Todas as instituições envolvidas fazem parte do Grupo Trânsito Seguro, lançado nesta segunda-feira (19/2), na sede do Detran Paraná. A intenção é unir forças nas campanhas de prevenção e educativas relacionadas ao trânsito, com a participação da Setran, Detran Paraná, polícias Militar e Rodoviária Federal, Observatório Nacional de Segurança Viária e outros parceiros da sociedade civil organizada.

“Com o engajamento dos mais diversos órgãos, buscamos dar uma resposta mais efetiva do poder público ao cidadão em ações de sensibilização para evitar acidentes de trânsito”, afirma o secretário municipal de Defesa Social e Trânsito, Guilherme Rangel.

As abordagens educativas em escolas municipais e palestras nos colégios estaduais de Curitiba que vão marcar esse retorno das férias escolares constituem a primeira ação integrada após a oficialização deste grupo, que já fechou um calendário de ações diversas para o ano de 2018. “A educação é um meio fundamental para prevenir tragédias que atingem o trânsito no Brasil”, aponta o diretor-geral do Detran Paraná, Marcos Traad.

Para o corregedor da Polícia Rodoviária Federal, Ismael Oliveira, o trabalho conjunto contribui para ampliar as ações. “Unir forças vai nos dar novas possibilidades de alcançar motoristas e pedestres. Juntos, temos mais chances de mudar comportamentos e atitudes”, diz.

A cerimônia de lançamento do Grupo Trânsito Seguro também teve a participação da superintendente de Trânsito de Curitiba, Rosangela Battistella; da diretora de Engenharia da Setran, Gisele de Oliveira; do diretor de Fiscalização da Setran, Claudionor Agibert; e do coordenador do Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGI), inspetor Wagnelson de Oliveira.

Abordagens e palestras

Estimativas da Superintendência de Trânsito de Curitiba (Setran) calculam que o volume de veículos em circulação na cidade nos horários de pico aumenta em até 30%, no reinício do ano letivo. Nas vias próximas a escolas, creches e outras instituições de ensino, esse índice sobe para 40%.

Após as atividades na Regional Matriz, nesta terça (20), as ações serão nas demais regionais: Bairro Novo (quarta, dia 21/2); Boa Vista (quinta, 22/2); Boqueirão (sexta, 23/2); Cajuru (segunda, 26/2); CIC (terça, 27/2); Portão (quarta, 28/2); Pinheirinho (quinta, 1º/3); Santa Felicidade (sexta, 2/3) e Tatuquara (segunda 5/3).

Cesar Brustolin/SMCS

Cesar Brustolin/SMCS

Cesar Brustolin/SMCS

Cesar Brustolin/SMCS

 

 

 

Imprimir

Curso trata de prevenção e atendimento em situações de risco

em Segunda, 19 Fevereiro 2018 19:56. Postado em Notícias

Fazer com que os agentes ligados à Defesa Civil estejam cada vez mais aptos para prevenir e atender situações de risco é o objetivo da capacitação que começou nesta segunda-feira (19/2), no Centro de Formação e Desenvolvimento Profissional da Guarda Municipal, no bairro Cidade Industrial. O evento é o segundo promovido na gestão Rafael Greca e atraiu interessados do interior do Estado.

“Esse tipo de atividade reforça o compromisso da administração municipal com o bem-estar das pessoas e, mais uma vez, Curitiba demonstra ser referência, também nesta área”, observa o secretário municipal da Defesa Social, Guilherme Rangel.

As aulas vão até a próxima sexta-feira (23/2) e reúnem guardas municipais, servidores das administrações regionais de Curitiba, agentes da Defesa Civil da Região Metropolitana e voluntários, além de gestores públicos de outros municípios. Eles vêm atraídos pelas aulas sobre como agir em situações envolvendo produtos perigosos, riscos em edificações, emergências clínicas (como desmaios, infartos e convulsões), inundações e incêndios, salvando vidas e preservando o patrimônio. Ao todo, serão 40 horas de treinamento.

Os temas são abordados por especialistas e engenheiros da Defesa Civil e do Corpo de Bombeiros e tratam da gestão de riscos por meio da elaboração de planos de emergência e da aplicação do Sistema de Comando de Incidentes (SCI).

“O SCI é a ferramenta de gerenciamento de riscos usada internacionalmente para reduzir o impacto de ocorrências relacionadas ao meio ambiente e à segurança pública sobre a população”, explica o coordenador da Defesa Civil de Curitiba, Nelson de Lima Ribeiro, que dará a aula sobre o tema e destaca a importância da participação da comunidade. “Os moradores precisam estar preparados e colaborar porque o poder público não pode agir sozinho. Ter representantes em um evento como esse, pensado para o bem-estar coletivo, é uma alternativa”, aponta.

Além das aulas teóricas, haverá práticas de emergência, com simulados em SCI; avaliação de estruturas e gestão de produtos perigosos.

Inscritos vêm de longe

A gestora de projetos e convênios do município de Marilândia, Kelly Zanlorenzi, participa da atividade. “Estamos aqui por necessidade de conhecer mais o assunto. Nossa população, de 9 mil habitantes, espera muito de nós e isso é evidente quando surgem os problemas decorrentes da chuva intensa”, conta Kelly. Como ela, os secretários municipais Laudemir Peres (Desenvolvimento Econômico) e Mauro Dias (Obras Públicas) viajaram 340 quilômetros para participar. “Há dois anos choveu 530 milímetros em três dias e sofremos muito por causa de pontes. Queremos estar melhor estruturados se acontecer de novo”, comenta Peres.

Coordenadora da Defesa Civil de Quitandinha, a professora e presidente do Conselho de Segurança local, Inês Bernadete Rodrigues, estava ansiosa pela oportunidade. “Vou aproveitar para tirar dúvidas antes que a nossa capacidade de atendimento precise ser testada”. Do mesmo modo que o grupo de Marilândia, Inês teme um possível período de chuva intensa. “Temos um rio (Rio da Várzea) que passa bem no meio da cidade e temos que estar preparados para lidar com essa condição”, justifica.

Divulgação/SMDS 

Divulgação/SMDS 

Divulgação/SMDS 

 

 

 

Imprimir

Guardas municipais e policiais militares fazem operação em praças

em Segunda, 19 Fevereiro 2018 17:40. Postado em Notícias

As praças Tiradentes e Rui Barbosa foram alvo de operação policial na tarde desta sexta-feira (16/2). A ação, deflagrada de forma conjunta por equipes da Secretaria Municipal de Defesa Social e Trânsito e da Polícia Militar do Paraná, abordou pedestres e veículos, além de vistoriar estabelecimentos comerciais nas imediações, entre eles, um hotel de alta rotatividade.

Três pessoas foram detidas pelas forças policiais: dois homens por porte de drogas, encaminhados ao 12º Batalhão da PM para assinatura de termo circunstanciado, e um terceiro suspeito por receptação, levado à Central de Flagrantes da Polícia Civil.

“Mais uma vez, demonstramos a integração entre as forças policiais, para dar uma resposta e mostrar presença do poder público na região central da cidade, coibindo crimes como tráfico de drogas, furtos, roubos e receptação. A população quer saber de segurança, não interessa a cor da farda”, afirma o secretário municipal de Defesa Social e Trânsito, Guilherme Rangel.

A intenção de uma operação de saturação, como a deflagrada nesta tarde, é demonstrar presença policial de forma ostensiva na área determinada, conforme explica Rangel. “A atuação mais ostensiva da Guarda Municipal segue um anseio da população, que demonstra querer maior presença do efetivo, principalmente em regiões com grande circulação de pessoas”, diz ele.

A ação contou com efetivo da Guarda Municipal da Regional Matriz, do policiamento com motos, do Grupo de Operações Especiais (GOE) e do Grupo de Operações com Cães (GOC). Pela PM, o apoio foi com policiais do 12º Batalhão da PM e da Ação Integrada de Fiscalização Urbana (Aifu).

Da operação também participaram outros órgãos na vistoria dos estabelecimentos, como Superintendência de Trânsito (Setran), Secretaria do Urbanismo, Vigilância Sanitária e Corpo de Bombeiros, todos integrantes da Aifu. “Juntamos informações de denúncias recebidas pelo telefone 190, pelo 181 e pelos setores de inteligência dos órgãos envolvidos para, de maneira integrada, dar uma resposta no serviço de hoje”, acrescenta o coordenador da Aifu, major Olavo Vianei Francischett Nunes.

Levy Ferreira/SMCS

Levy Ferreira/SMCS

Levy Ferreira/SMCS

 

 

 

 

 

 

 

 

Imprimir

Volta às aulas terá abordagens e palestras educativas

em Sexta, 16 Fevereiro 2018 17:04. Postado em Notícias

Com a volta às aulas nas escolas municipais e estaduais na próxima segunda-feira (19/2), Curitiba terá uma série de atividades de conscientização para o trânsito aos estudantes e familiares. A programação, no período de 20 de fevereiro a 5 de março, será desenvolvida em todas as regionais da cidade e, para isso, foram mobilizados servidores de diversas instituições parceiras da Secretaria Municipal de Defesa Social e Trânsito, como Detran Paraná, polícias Rodoviária Federal e Militar e Observatório Nacional de Segurança Viária.

“Com o envolvimento de várias instituições que atuam, cada uma na sua esfera, para combater os mesmos problemas, conseguimos obter maior efetividade nas ações”, defende o secretário municipal de Defesa Social e Trânsito, Guilherme Rangel. Estimativas da Superintendência Municipal de Trânsito (Setran) calculam em aproximadamente 30% o acréscimo de veículos pela cidade nos horários de pico, com o término do período de férias. Em vias próximas a instituições de ensino, esse índice sobe para 40%.

As ações educativas estão programadas para escolas municipais e colégios estaduais e vão abranger dois públicos diferentes. Nas escolas municipais serão realizadas abordagens com os pais e responsáveis que levam as crianças até a unidade, para reforçar orientações quanto à forma correta de fazer o embarque e o desembarque e a importância de respeitar o limite de velocidade, por exemplo. “É muito comum vermos os pais diminuindo a velocidade nos arredores da escola do filho, mas, quando passam por outras instituições de ensino, não têm o mesmo cuidado e respeito ao limite indicado pelas placas de sinalização”, diz a superintendente de Trânsito de Curitiba, Rosangela Battistella.

Já nos colégios estaduais haverá palestras voltadas aos adolescentes que, muitas vezes, fazem o trajeto de ida e volta sem a supervisão dos pais. Entre os temas a serem abordados, a travessia segura em faixas de pedestres e o famoso empurra-empurra na frente dos colégios. “O uso de fone de ouvido e o manuseio do telefone celular são fatores que causam desatenção e podem provocar acidentes ao atravessar a rua, conforme já registrado”, acrescenta Battistella.

A escolha dos locais para as abordagens e palestras foi feita com base em problemas de trânsito e acidentes ocorridos anteriormente, de acordo com a Escola Pública de Trânsito (EPTran).

Grupo Trânsito Seguro

A Operação Volta às Aulas 2018 marca o início oficial das atividades do Grupo Trânsito Seguro, que reúne Setran, Detran, polícias e observatório. “Essas instituições parceiras já vinham, de maneira informal, fazendo ações conjuntas de educação para o trânsito. Agora, estamos efetivando um compromisso institucional para desenvolvermos ações permanentes em prol de um trânsito mais seguro”, afirma o diretor da EPTran, Ricardo Klinger.

O lançamento oficial do Grupo Trânsito Seguro será na segunda-feira (19/2), às 9h30, na sede do Detran, bairro Tarumã. Criado para trabalhar em um calendário conjunto de atividades educativas de trânsito, o grupo deve aumentar a capacidade de atendimento aos cidadãos em ações educativas de trânsito.