Imprimir

Trechos de rua terão interrupção de tráfego para Auto de Natal

Escrito por Luciana Cristo. Postado em Notícias

O cruzamento das ruas do Rosário e Nestor de Castro e também o da Mateus Leme com a Treze de Maio terão bloqueios de trânsito na noite desta quarta (13/12) e quinta-feira (14/12), em função da programação de Natal na região do Largo da Ordem.

A interrupção do tráfego de veículos pelos locais será das 18h30 às 22h30, com orientação de agentes da Superintendência de Trânsito.

O Auto de Natal tem início no Palacete Wolf e segue pelo Centro Histórico até ser encerrado no Memorial de Curitiba. O espetáculo começa às 20h e é gratuito.

Imprimir

Cosedi orienta sobre cuidados para evitar incêndios em casa

Escrito por Luciana Cristo. Postado em Notícias

Manutenção periódica de todas as instalações elétricas é a orientação principal da Comissão de Segurança de Edificações e Imóveis (Cosedi) para evitar curto-circuito, incêndios e acidentes graves no ambiente residencial. Neste ano, já foram 11 registros de incêndio em edificações atendidos pela equipe de engenheiros e arquitetos da Cosedi em Curitiba. Destes, cinco ocorreram nas últimas quatro semanas.

“Instalação elétrica precária, falta de manutenção por profissional habilitado e o não atendimento às normas técnicas de segurança são as principais causas de incêndio em edificações”, aponta o coordenador técnico da Cosedi, Marcelo Solera. A equipe de engenheiros e arquitetos da Cosedi é acionada em casos de incêndio para avaliar o risco da estrutura do imóvel e se o local apresenta condições de habitabilidade.

“Infelizmente, é comum o cidadão construir uma edificação e não fazer a manutenção adequada das instalações elétricas, causando transtornos futuros”, acrescenta o profissional. De acordo com Solera, os maiores problemas acontecem nos locais que não recebem a manutenção devida. “Prédios mais antigos, mas que passam por manutenção periódica, dificilmente apresentam problemas”, conta.

A manutenção adequada também deve ser feita, periodicamente, por profissional habilitado pelo Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná (Crea-PR) e com experiência na área de estruturas e instalações de gás e de aquecimento. “A instalação de botijão de gás deve estar de acordo com as normas. É preciso verificar se a mangueira e a válvula de gás estão dentro do prazo de validade e se a instalação foi feita em local de boa ventilação, de preferência fora do imóvel”, orienta Solera.

Uma situação bastante comum é a do botijão de gás instalado dentro do imóvel, ao lado do fogão, perto do forno, com uma mangueira que não é adequada e que não atende às normas. “Essa mangueira pode, por exemplo, encostar em algo quente e derreter. Com o derretimento, surge a possibilidade de se ter um vazamento de gás”, diz ele.

Outra situação a ser evitada é deixar pedaços de fios soltos (fiação elétrica desencapada) em casa. “O cidadão faz algum serviço no imóvel que acaba deixando os fios energizados expostos. O encontro de dois fios desencapados pode gerar um curto-circuito, com grande risco de incêndio no imóvel”, alerta o coordenador da Cosedi.

Vazamento de gás

Mesmo seguindo todas as orientações de prevenção, se for detectado um vazamento de gás em casa, pelo cheiro característico, o primeiro cuidado é não acender as luzes ou algo que produza fogo, para não provocar ignição e possibilidade de explosão do local. Outra medida de segurança fundamental, de acordo com a Cosedi, é abrir imediatamente portas e janelas do imóvel para ventilação, orientando a todos que estiverem dentro de casa para sair do local.

“Não se deve acender nem apagar a luz - não mexer no interruptor de energia - e nem acender fósforo, isqueiro ou fogão. Se possível, desligar o disjuntor geral, que controla a entrada de energia no apartamento, mas apenas se o equipamento estiver instalado fora da casa”, acrescenta o coordenador da Cosedi. Em situações extremas, acionar a Defesa Civil (199) ou o Corpo de Bombeiros (193).

Imprimir

Trecho da rua Pretextato Taborda Junior terá sentido único

Escrito por Luciana Cristo. Postado em Notícias

A Rua Pretextato Taborda Junior, no trecho entre as ruas Bocaiuva e Professor Ulisses Vieira, no bairro Santa Quitéria, terá sentido único a partir na próxima quarta-feira (13/12). A inversão de sentido da via - a qual abrange duas quadras - começa às 9h, com orientação de agentes da Superintendência de Trânsito de Curitiba (Setran). A nova sinalização horizontal - aquela feita no chão da rua - será feita na noite desta terça-feira (12). Caso as chuvas continuem, o serviço de pintura e a inversão da rua poderão ser remarcados.

A mudança no fluxo viário do bairro é fruto de uma solicitação apresentada por moradores durante uma das edições do programa Prefeito nos Bairros, que encaminha demandas recebidas via serviço 156. Com a mudança, nesse trecho da Pretextato Taborda Junior será possível seguir apenas em direção à Rua Bocaiúva (sentido Santa Quitéria-Portão).

“A via tem grande movimento de veículos e pedestres, além de um grande polo gerador de tráfego”, diz a diretora de Engenharia da Setran, Gisele de Oliveira, referindo-se à Associação dos Servidores Públicos do Paraná. “A ideia do sentido único é organizar melhor o trânsito e facilitar o deslocamento do transporte coletivo na região”, explica ela.

Imprimir

Balada Protegida chega à edição de número 50

Escrito por Luciana Cristo. Postado em Notícias

A operação integrada da Balada Protegida lançada na noite desta sexta-feira (8/12) foi a edição de número 50 do programa. Lançado pelo prefeito Rafael Greca em janeiro, o programa Balada Protegida tem a presença de diversos setores do poder público municipal e estadual, para garantir a diversão com segurança aos frequentadores de estabelecimentos comerciais no período noturno, em dias de maior movimentação, como sexta-feira e véspera de feriados.

Do início do ano até agora, foram mais de 177 mil pessoas atendidas pelo programa, com mais de 3 mil abordagens e distribuição de 5 mil materiais, como porta-copos, lixos para carros e proteção de para-brisas personalizados.

“O programa cresceu e se tornou parte da rotina da cidade. As pessoas gostam muito. Estamos tentando dar atenção às áreas mais complexas e atender reclamações de comerciantes e moradores. Nosso trabalho é dar segurança e garantir que a pessoa possa se divertir com calma e tranquilidade”, avalia o secretário municipal de Defesa Social e Trânsito, Guilherme Rangel.

Com a coordenação do Gabinete de Gestão Integrada Municipal, o programa tem atenção especial voltada aos jovens e procura sensibilizar empresários do ramo quanto às condutas exigidas para um divertimento seguro. “A estratégia adotada pelo programa tem surtido o efeito que a gente esperava, que é proteger as pessoas para poderem curtir a noite. Atendemos alguns pontos fixos e temos equipes móveis percorrendo pontos da cidade”, conta o inspetor Wagnelson de Oliveira, coordenador do programa.

A Balada Protegida está presente em locais como a Alameda Carlos de Carvalho, nas proximidades da Praça da Espanha; Rua Vicente Machado, Rua Coronel Dulcídio e Rua Carlos Cavalcanti. Também passa pelo Largo da Ordem, Praça Redentor (Praça do Gaúcho), Jardim Ambiental e São Francisco, além de outros locais definidos a cada edição.

“Além do monitoramento constante feito por nossa equipe especializada, para detectar os locais mais sensíveis, analisamos as solicitações que chegam via serviço 156 para verificar se é uma situação passível de ser atendida pela Balada Protegida ou se podemos encaminhar a outro setores para fazer o atendimento ao cidadão da melhor forma”, explica o inspetor.

De acordo com o coordenador da Balada Protegida, os bons resultados são fruto da integração com outras áreas da prefeitura e também do Governo do Estado, como Detran e Polícia Militar. Um exemplo é a Secretaria Municipal do Urbanismo, que durante as ações do ano apreendeu 1.160 unidades irregulares com ambulantes. "A Balada Protegida melhora a segurança no entorno e otimiza as ações de fiscalização. Sobretudo, gera comprometimento e parceria entre empresários da área e poder público na tratativa destas questões", opina a diretora do Departamento de Fiscalização da Secretaria do Urbanismo, Jussara Policeno de Oliveira Carvalho.

Perturbação do sossego
Uma das principais reclamações de moradores ao redor de áreas com diversos estabelecimentos comerciais que funcionam no período noturno é o barulho durante a madrugada. "A Balada Protegida veio para contribuir com o monitoramento da perturbação do sossego na cidade. E houve resultados significativos, com aprovação da comunidade do entorno na maioria das regiões atingidas", avalia o chefe de Fiscalização Ambiental da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Luiz Fernando Laska.

Outro ponto positivo, destaca ele, é que com o avanço das operações, ficou evidente a colaboração e o diálogo com os próprios estabelecimentos comerciais. “Alguns deles, inclusive, alteraram o horário de funcionamento para colaborar com a ação”, lembra Laska.

Ações de prevenção
Durante as operações são realizadas ações educativas de prevenção ao uso de álcool e outras drogas e distribuição de folhetos explicativos. O balanço aponta para cerca de 4,8 mil aplicações de autuações/notificações feitas pela Superintendência de Trânsito (Setran), além do encaminhamento de 26 pessoas à delegacia por algum tipo de delito e da apreensão de 12 adolescentes.

Luiz Costa/SMCS

Luiz Costa/SMCS