Imprimir

Operação conjunta contra o tráfico prende seis pessoas

Escrito por Gestor. Postado em Notícias

Seis pessoas foram presas em flagrante, na manhã desta sexta-feira (18/8), em operação conjunta de forças de segurança da capital. A ação foi na Vila Torres, no bairro Prado Velho, e reuniu a Polícia Civil, Guarda Municipal, Polícia Militar e Polícia Rodoviária Federal (PRF).

A força-tarefa foi para combater o tráfico de drogas. Foram cumpridos 12 mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça. Além das seis prisões, foram apreendidos 3,7 quilos de maconha, 250 gramas de crack, três balanças de precisão, uma pistola calibre 22 e R$ 2,5 mil em dinheiro trocado.

Munições dos calibres 762, 32, 45, 38 e 9 milímetros também foram apreendidas durante a ação. De acordo com o secretário municipal da Defesa Social, Guilherme Rangel, esta foi a primeira de uma série de operações em conjunto que serão feitas pela Guarda Municipal e polícias Civil, Militar e Federal.

“A nossa intenção é integrar cada vez mais as forças policiais e os serviços de inteligência para dar mais segurança à comunidade”, explicou Rangel. Ao todo, a operação envolveu 60 guardas municipais. A ação teve início às 6h30 e contou com o apoio de um helicóptero da PRF.

A Polícia Civil iniciou as investigações há cerca de dois meses, quando o 2.º Distrito Policial recebeu denúncias anônimas relacionadas ao tráfico na região.

O delegado-titular da Divisão Policial da Capital, Francisco Caricati, explicou que a operação desta sexta-feira (18/8) não combateu apenas o tráfico de drogas, mas também outros crimes correlatos como homicídio, furtos, roubos e receptação. Caricati também lembrou da importância das pessoas utilizaram o Disque-Denúncia da Polícia Civil, o telefone 181.

“Com base nas denúncias da população podemos programar operações como esta. As forças de segurança pública unidas mostram aos criminosos que a criminalidade será combatida”, afirmou Caricati.

Foram mobilizados 40 policiais civis, 62 policiais rodoviários federais, 60 guardas municipais e 20 policiais militares.

Agencia de Noticias da Prefeitura de Curitiba

Imprimir

Secretário e Claudia Silvano discutem sobre a criação do Procon Municipal

Escrito por Gestor. Postado em Notícias

O secretário de Defesa Social, Guilherme Rangel, se reuniu na quinta-feira (17/8) com a diretora do Procon-PR, Claudia Silvano, para tratar da criação do projeto de lei do Procon municipal de Curitiba.

A ideia do Procon municipal é levar à defesa aos direitos do consumidor as 10 Administrações Regionais da cidade, para que o cidadão possa receber o atendimento nas Ruas da Cidadania.

“A Claudia Silvano, com todo o conhecimento que tem, veio compartilhar e dar sugestões para que a gente elabore um projeto de lei bem claro, transparente e que atenda à população da maneira mais eficaz possível”, disse o secretário Guilherme Rangel.

Rangel foi delegado da Delegacia de Crimes Contra a Economia e Proteção ao Consumidor (Delcon), durante dois anos, e quer aproveitar a experiência para ajudar na criação do Procon municipal.

“Temos muitas coisas para caminhar no respeito ao consumidor. No projeto a gente prevê o atendimento em todas as 10 Administrações Regionais da cidade, para que a população tenha um atendimento descentralizado”, definiu o secretário.

Imprimir

Defesa Social reforça trabalho integrado na segurança pública

Escrito por Gestor. Postado em Notícias

A Secretaria Municipal da Defesa Social vai estreitar a integração com as outras forças de segurança do Estado, como Polícia Civil, Polícia Militar e Polícia Federal. Nesta terça-feira (15/8), o secretário de Defesa Social, Guilherme Rangel, se reuniu com o delegado geral da Polícia Civil, Julio Cesar dos Reis.

Também participaram da reunião integrantes do Centro de Operações Policiais Especiais (Cope). “Todos colocaram a Polícia Civil à disposição da Prefeitura para poder colaborar com os nossos trabalhos”, explicou Rangel.

Durante o encontro, Rangel também deixou claro que irá trabalhar de forma integrada com a Polícia Militar e a Polícia Federal. “A integração entre as forças policiais é um dos pontos principais do Plano de Governo Municipal e também do governo estadual”, disse Rangel.

“A Polícia Civil está à disposição da Prefeitura para ajudar”, garantiu Reis. Rangel lembrou que nos países onde existe um trabalho integrado das forças de segurança, o combate à criminalidade é mais efetivo. “A nossa intenção maior, no final das contas, é poder dar mais segurança à população curitibana”, definiu Rangel.

Também participaram da reunião o delegado geral adjunto da Polícia Civil, Naylor Gustavo Robert de Lima, o corregedor geral da Polícia Civil, Jairo Amodio Estorilio, o corregedor Alexandre Rorato, o delegado do Cope, Rodrigo Brown, e outros integrantes do Cope.

Agencia de Noticias da Prefeitura de Curitiba

Imprimir

Guilherme Rangel é o novo secretário da Defesa Social e Trânsito

Escrito por Gestor. Postado em Notícias

O delegado da Polícia Civil Guilherme Rangel de Melo Alberto é o novo secretário municipal da Defesa Social e Trânsito de Curitiba. O prefeito Rafael Greca nomeou Rangel, que substitui o delegado da Polícia Federal Algacir Mikalovski, que estava desde janeiro à frente da secretaria

Rangel, 35 anos, é formado em Direito pela PUC-PR e tem pós-graduação na Escola da Polícia Civil. Ele estava há dois anos e meio à frente da Delegacia de Crimes Contra a Economia e Proteção ao Consumidor (Delcon).

Rangeu tomou posse na tarde desta quarta-feira (2/8) e já assumiu os trabalhos à frente da Defesa Social e Trânsito. “Fiquei muito lisonjeado e honrado pelo convite. Assumo a secretaria com o intuito de colaborar com a Prefeitura de Curitiba e especialmente com os cidadãos da cidade, que são os maiores interessados no nosso trabalho”, disse.

O secretário afirmou que irá trabalhar de forma conjunta, com todos da equipe, para atender as quatro áreas que estão sob a responsabilidade da secretaria: Guarda Municipal, Trânsito, Departamento sobre Drogas e Defesa Civil.

“Estou vindo da Polícia Civil, onde tive o prazer de trabalhar aqui no Paraná por sete anos. Aprendemos a lidar com situações diversas e quero usar esta experiência para fazer um trabalho o mais eficaz possível, que possa colaborar muito com a vida dos curitibanos”, disse Rangel.

Experiência

O secretário também foi delegado da Polícia Civil em Santa Catarina e teve passagens pela Delegacia de Mangueirinha-PR, Delegacia de Furtos e Roubos (DFR), Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc) e na Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos (DFRV).

Rangel também fez cursos nos Estados Unidos no International Law Enforcement Academies (ILEA), curso sobre lavagem de dinheiro no Tesouro Americano, operações especiais na Swat do FBI e também no setor de inteligência e investigação do FBI.

                                    

Agencia de Noticias Prefeitura de Curitiba